Estilo Lima
José Pereira da Graça José Pereira da Graça

José Pereira da Graça: Barão de Aracati

Escrito por  Abelardo Costa Lima Segunda, 05 Setembro 2016 23:19

José Pereira da Graça, que mais tarde, pelo acervo imenso dos trabalhos valiosos que prestou à pátria, pela sua dedicação à causa do Direito, seria agraciado com o título honorífico de Barão do Aracati, nasceu a 14 de Março de 1812.

 

Fez os primeiros estudos na sua cidade natal, seguindo logo após para Coimbra a fim de obter os preparatórios. Com 22 anos de idade, em 1834, formou-se em Direito pela Academia de Ciências Jurídicas e Sociais de Olinda.

 

Formado, ingressou logo na magistratura, tendo exercido o juizado nas comarcas de Aracati, Icó e Quixeramobim.

 

Como político, foi deputado provincial em várias legislaturas. Também representou o nosso Estado, na Câmara Federal, por duas vezes, nos biênios de 1843-44 e 1850-52.

 

Caráter íntegro, merecedor da inteira confiança do Governo Imperial, foi quatro vezes Presidente do Maranhão. Neste Estado, onde gozava de real estima e consideração, desempenhou ainda os altos e preeminentes cargos de Desembargador da Relação, Presidente do Tribunal de Comércio e da Relação, por vários anos.

 

Distinguido, em 1876, com a escolha de sua pessoa para membro do Superior Tribunal, deixou o Maranhão e transferiu-se para o Rio, onde viveu os últimos anos de sua vida.

 

Foi galardoado pelo Governo Imperial com o título de Barão do Aracati pelos seus serviços prestados à magistratura e ao Estado.

 

Fonte:

LIMA, Abelardo Costa. Terra Aracatiense. 2. ed. Fortaleza: Biblioteca de História do Ceará, 1979. 137 p.

Avalie este item
(0 votos)
Lido 654 vezes Última modificação em Segunda, 05 Setembro 2016 23:27

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Please add banners under category :EV

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

iCagenda - Event List

Nenhum evento hoje!