Netlink
Capa da edição. Capa da edição.

Sobre Aracati, ASSIM ME CONTARAM

Escrito por  Domingo, 05 Abril 2015 12:09

A Praça Dom Luis, reduto dos Loucos da Praça, foi palco (04/04/2015) para o lançamento do livro “Assim me Contaram” do escritor Antero Pereira Filho. O título do livro bem anuncia a que se pretende: uma extensa seleta de textos colhidos nas rodas de conversa sobre economia, sexualidade, gênero, superstições, política, etc. Sobremaneira a política ganhou destaque nesta edição que reúne cento e trinta e duas histórias. Muitos dos personagens principais dos “causos” foram também relatores dos ocorridos engendrados pela bem humorada escrita de Antero Pereira Filho. Duzentas páginas reúnem traços que descrevem o povo aracatiense como uma gente alegre, espirituosa e, acima de tudo, afeita a contar histórias e a acrescentar, sempre que possível, o tempero necessário à sua manutenção.

 

A urdidura das histórias contidas em “Assim me contaram” evidencia a argúcia do escritor frente às pilhérias aracatienses e certo de que a força de sua narrativa encontraria maior efeito se mantivesse a tônica da oralidade contida nas histórias selecionadas.

Antero Pereira Filho dá destaque aos personagens da histórica Aracati criando ambiências em que políticos, empresários, religiosos, intelectuais dividem espaço com domésticas, empregados, sertanejos. Uma mescla de personas que enriquecem o projeto inclusivo do autor em revelar a grandeza de espírito existente entre os aracatienses independente de sua posição social. Entre estes podemos citar: Doró, Antônio Filismino Filho, Chapeuzinho, Armando Praça, Zé Muniz, Kleber Gondim, Cacundinha, Abelardo Filho, Bororó, Nanoca, Tia Nilda, Kiô - só para citar alguns de uma extensa galeria.

 

Ler “Assim me contaram” é deparar-se com a, por vezes, ríspida e tradicional Aracati traduzindo-se em espirituosidade, engenho, ardil e, sobretudo alegria de ser aracatiense.

 

Serviço:
Assim me contaram
Autor: Antero Pereira Filho
Vendas: Banca de Revista “O Carlos”. (Mercado Central de Aracati)

Avalie este item
(0 votos)
Lido 407 vezes Última modificação em Segunda, 27 Abril 2015 15:27
Marciano Ponciano Virginio

Sou natural de Aracati-Ce, terra onde os bons ventos sopram. Na academia da vida constitui-me poeta, realizador de sonhos, encenador de máscaras. Na academia dos saberes acumulados titulei-me professor de Língua Portuguesa e especializei-me em Arte-Educação. O projeto de vida é semear a arte por onde passe: teatro, poesia, artes plásticas- frutos da experiência acumulada em anos dedicados a ser feliz. Quando me perguntam quem sou - ator, poeta, encenador, artista plástico, educador? Afirmo: - Sou poeta!

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

iCagenda - Event List

Nenhum evento hoje!