Fabiano Barros. Pintura corporal Fabiano Barros. Pintura corporal Marciano Ponciano

Pintura corporal: ferramenta de transformação espiritual

Escrito por  Quinta, 17 Novembro 2016 12:11

Relato de Processo: Pintura corporal porFabiano Barros[1]

 

Sou aracatiense, mas resido há alguns anos em Manaus-AM. Todavia foi em Aracati-Ce que me descobri fazendo e gostando de arte. Após quinze anos em Manaus, eu tive outro encontro com a arte e de modo especial com a indígena que é culturalmente pulsante no Amazonas. Foi lá que eu comecei a desenvolver, inicialmente por curiosidade, a pesquisa com grafismos indígenas.

 

Em 2005, em viagem a Parintins por ocasião do Festival do Boi-Bumbá, eu tive a oportunidade de diálogo com um grupo de índios que se preparavam para participar da feira de artesanato, realizada no mercado central da pequena Parintins. Os índios estavam se ornamentando, se pintando para aquele momento, por se tratar de local para comercialização da arte deles. Foi o meu primeiro envolvimento com a arte indígena. Naquele momento eu recebi em meu corpo a primeira pintura corporal executada com pigmento natural do jenipapo[2].

 

Desde então eu venho adentrando esse universo. Quando retornei a Manaus compartilhei a experiência com o meu professor orientador, na universidade à época, que me deu fundamentação teórica para a pesquisa que se iniciava. Li diversos livros escritos por antropólogos cujas pesquisas eram voltadas para o grafismo indígena, para a construção dessa arte. A pesquisa que desenvolvi se pautou nessa arte em que o corpo do homem vira quadro, em que o corpo do homem vira tela. O homem na pintura indígena é o corpo suporte. Para mim, a pintura corporal é de extrema importância.

 

Atualmente, a minha pesquisa ampliou-se para além da dimensão do desenho. Pois compreendi que a pintura corporal não é só desenho. No princípio era a paixão pelos desenhos, pelas tessituras, pelas geografias, pelos mapas que os desenhos trazem. Agora eu percebo outras dimensões que me absorvem, que me fazem perceber novas perspectivas nessa arte. Sinto-me cada vez mais fascinado por ela.

 

A pintura corporal é uma arte que é a extensão do corpo enquanto roupa, enquanto pele. A pintura corporal marca momentos. Ela prepara o corpo para situações. Ela benze. Portanto, existe uma dimensão xamânica que é tão grandiosa quanto à estética de construção dos desenhos. Mas com a dimensão da cura, que esse conhecimento traz, me percebo como uma ferramenta, digamos assim. Uma ferramenta de contextualização desse processo que é de origem tribal e vivenciada por um sujeito urbano que a insere no cenário da cidade.

 

A pintura corporal, em suma, é uma ferramenta de transformação espiritual, se assim o corpo que a recebe a desejar profundamente.



[1] Depoimento do artista visual Fabiano Barros, concedido a Marciano Ponciano em 15 de novembro de 2016. Aracati-CE.

[2] O pigmento extraído do jenipapo é utilizado por 90% de todas as etnias indígenas da Amazônia que se ornamentam com pintura corporal. Basicamente eles têm a pintura com o jenipapo como base para outros pigmentos e materiais utilizados com a finalidade de construir as ornamentações, entre os quais: argila, urucum, penas, algodão, plumagem.

Avalie este item
(0 votos)
Lido 374 vezes Última modificação em Terça, 06 Dezembro 2016 14:30
Marciano Ponciano Virginio

Sou natural de Aracati-Ce, terra onde os bons ventos sopram. Na academia da vida constitui-me poeta, realizador de sonhos, encenador de máscaras. Na academia dos saberes acumulados titulei-me professor de Língua Portuguesa e especializei-me em Arte-Educação. O projeto de vida é semear a arte por onde passe: teatro, poesia, artes plásticas- frutos da experiência acumulada em anos dedicados a ser feliz. Quando me perguntam quem sou - ator, poeta, encenador, artista plástico, educador? Afirmo: - Sou poeta!

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

iCagenda - Event List

Nenhum evento hoje!