Espectros da Rua Grande Acervo da AACLC

Espectros da Rua Grande

Escrito por  Sábado, 14 Dezembro 2013 20:49

A palavra deu lugar ao gesto. Poesia que nasce das coisas que vão pela vida assinalando signos. O tom grave do bumbo, ecoava na grande Rua Grande, como o pulsar de um coração. Personas e suas vestes pálidas vinham instigar a platéia. O frio, gemido, tremor, olhares, ação! "Se essa rua se essa rua fosse minha eu mandava eu mandava... Preservar.

Este era o tom da canção e poesia da esquete Espectros da Rua Grande encenado pelo Grupo Lua Cheia de Teatro no ano de 1998 na fachada do Instituto do Museu Jaguaribano. Na foto a partir da esquerda: Ricardo Freitas, Marciano Ponciano, Silvanise Ponciano, Manuel Lima e Beto Lins. Em primeiro plano Jean Carlos. Participou deste espetáculo o ator Erivando Braga.

 

Avalie este item
(0 votos)
Lido 816 vezes Última modificação em Sábado, 14 Dezembro 2013 21:47
Editor Chefe

A Associação Artístico Cultural Lua Cheia é uma entidade sem fins lucrativos. Seus projetos têm por objetivo o desenvolvimento e a promoção da cultural em geral, particularmente o teatro , a literatura, as artes plásticas e a música. Nestes segmentos busca capacitar e divulgar bens e serviços de ordem artístico-cultural.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
11
12
18
19
20
21
22
26
27
28
29
30