Paulo Ceziolli

Paulo Ceziolli

Paulo Ceziolli- Paulo Cézar Silva de Oliveira, nasceu a 23 de janeiro de 1963, em Aracati estado do Ceará.
Aos 18 anos, começou a trilhar os caminhos da Arte Poética, criando o grupo "Aprendizes da Esperança", quando em 1981, o Aracati estava no apogeu das iniciativas artísticas. Como animador cultural elaborou e participou de Concursos Literários, impulsionado por muitos colegas que formaram o Jornal POETOSSÍNTESE, o qual divulgou em suas edições as "obras literárias" desconhecidas de desconhecidos autores.
Sua primeira produção literária foi “Nostalgia” - um irreverente poema de solidão e sonhos à calada da noite. Paulo Ceziolli possui vasta obra literária em versos inédita.

"A arte é a insólita luta de inimigos-amigos e fronteirados no limiar da esperança, de um reconhecimento cego e traumatizante, do despojar do dom maravilhoso deixado por Deus e não-reconhecido pelos homens”.

Paulo Ceziolli

DIVERGÊNCIA

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:49

DIVERGÊNCIA

 

 

Da lágrima caída

Remanesce a saudade de teus olhos:

- estrelas cadentes 

Transeuntes cósmicos em meu ser

POETO SÍNTESE

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:48

POETO SÍNTESE

 

 

Ao poeta que faz renascer

Entre mares e céu um querer

Toda força é preciso ter

Pra suportar esse não entender.

VIRGEM

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:47

VIRGEM

 

 

A Virgem Inocência,

Que a meus olhos me fascinam

Que escorre por este teu corpo sadio;

CARNAVAL DE SAUDADES

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:46

CARNAVAL DE SAUDADES

 

Não quero ironizar, mas minha vida tornou-se um carnaval

Sinto-me efêmero, passageiro, um arlequim sem sua colombina

Agora, para mim, nada mais que uma quarta-feira de cinzas

Passou feito nuvem, uma brisa agradável, uma falsa realidade

“EU”

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:45

“EU”

 

Dilema, confusão, distorção

Imagem inativa de uma criação

Por que “eu”?

Visualizo o horizonte, descobrindo o descoberto

Ao longe, bela figura, cena obscura, na imensidão do vazio

POEMA VERDADE

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:45

POEMA VERDADE

 

Sinto-me estranho, não me reconheço

Estou à beira de um desastre de identidade

Procuro me acalmar, estou estressado

O mundo em minha volta não faz sentido

Please add banners under category :EV

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
11
12
18
19
20
21
22
26
27
28
29
30