Água Cristalina
José Maria de Oliveira

José Maria de Oliveira

José Maria de Oliveira nasceu em Barreira dos Vianas, município de Aracati no dia dez de novembro de 1953, filho de Genésio André de Oliveira e Clotilde Oliveira dos Santos; residiu neste distrito durante parte de sua infância e de sua adolescência em Itaiçaba e outra em Aracati, onde cursou a Escola Técnica de Comércio, sendo aceito pelo diretor da época o Professor Régis Bernardo de Souza e terminou o ensino fundamental no Colégio Marista de Aracati, aprendendo com alguns colegas o gosto pela poesia. É graduado desde setembro de 2004, no curso de Marketing Organizacional pela Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA.
Além das cidades acima, morou também em Salvador, Natal e Recife, onde estudou e engajou na Comunidade Salesiano com o intuito de ser Padre, em 2001, descobriu não ter aptidão para a sublime vocação, pedindo para se afastar. Viajou pela Europa e Oriente Médio, conheceu de perto a trajetória de Jesus e a cultura daqueles países.
Sempre interessado por literatura, tentou desenvolvê-la, porém, isto só foi possível quando foi morar em Fortaleza, por volta dos anos setenta; sua primeira poesia foi “SAUDADE” lida pelo grande e ilustre poeta, Jader de Carvalho, que sempre o incentivou e o ajudou a trilhar os caminhos poéticos, aconselhando-o a escrever as emoções do coração sem se preocupar muito com a métrica e sim, com a essência.
José Maria de Oliveira englobou todos os gêneros da poesia, tendo sua fase apaixonada na descoberta dos “amores de juventude” ainda em Aracati; sua fase introspectiva por causa da desilusão e das dificuldades impostas pela sociedade e pelo tempo que tende a atropelar sonhos. Por último, sua fase reveladora, isto é, a atual, onde vive a poesia e a expressa de maneira simples de forma a revelar os sentimentos mais profundos da alma, através das palavras escritas em seus versos.
Embora tal fase, até o começo do ano de 1977, estivesse escondida, só sendo divulgada quando o mesmo participou da UNIÃO BRASILEIRA DE TROVADORES – UBT (Casa de Juvenal Galeno) que a convite do escritor e Poeta Severino Fernandes Guerra, fez trovas poéticas.
José Maria de Oliveira participou ainda do livro COLETÂNEAS POÉTICAS “Homenagens” da poetisa e escritora renomada, Marinalva Freire (Paraibana) com artigos e livros publicados no Brasil e Exterior, onde escreveu três poemas: Vem, Menina e Ò sol.
Atualmente, participa da UBT, fazendo trovas poéticas e a partir destes poemas, expressa todos os seus sentimentos e suas paixões pela arte poética.
Outorgado em 2003, com o diploma de mérito cultural do Ceará, pela Academia de Letras Municipais do Ceará - ALMECE e através de riscos e rabiscos como ele assim chama suas criações, mostra por toda parte que passa o valor de ser um ilustre e desconhecido poeta aracatiense, o qual mesmo distante de sua terra exalta através de seus versos, a riqueza cultural de seu berço natal “Aracati-Ce”. Em junho de 2011, foi nomeado Juiz de Paz, titular da comarca da Mata Fresca, distrito da mesma cidade.

SONHO

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:18
SONHO

 

Eu sonhava que o sol chegava forte e brilhante em minha morada, despertava e

via NELE você; estavas tão linda na réstia dourada que rasgava a minha

janela, entravas sobre mim.

CANTO PARA ARACATI

Sexta, 14 Dezembro 2012 19:18
CANTO PARA ARACATI

 

Aracati, lar querido,

Berço pulcro e acolhedor,

Oceano de beleza,

Terra de encanto e candor

Onde os ventos, com presteza,

Please add banners under category :EV

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
11
12
18
19
20
21
22
26
27
28
29
30