Exposição de Artes Visuais revela a produção...
Há mais de três décadas realiza-se em Aracati-CE o salão de artes visuais denominado “Exposição dos Artistas... Leia mais
O olhar em preto e branco de Abílio Bezerra...
Imagens em preto e branco, sobre a cidade de Aracati, deslocam a visualidade do povo aracatiense para um tempo em que... Leia mais
ARACATI| Nações indígenas
Dentre as nações indígenas que moraram por muito tempo no território chamado Aracati, estão os baiacus, potiguares,... Leia mais
ARACATI | A presença africana
Além dos indígenas, povos africanos foram utilizados como mão de obra na economia colonial. O tráfico de africanos era... Leia mais
1923 — AVIÃO CAI NO ARACATI
Apesar de haver perdido a Primeira Guerra Mundial há pouco mais de quatro anos, a Alemanha despontava como uma das... Leia mais
ARACATI | HERMA A PE. SÁ LEITÃO
Antônio Saboia de Sá Leitão nasceu em Aracati a 21 de setembro de 1842. Foi padre e bacharel. Foi fundador, no... Leia mais
prev
next

Há mais de três décadas realiza-se em Aracati-CE o salão de artes visuais denominado “Exposição dos Artistas Aracatienses”.

Quem são os artistas visuais aracatienses? Quantos são? O que produzem? Quem quiser obter resposta a essas indagações deve visitar a Exposição dos Artistas Aracatienses realizada anualmente pelo Instituto do Museu Jaguaribano.

Cada indivíduo haverá de encontrar, dentro de si, o caudal hereditário que foi formando através de suas próprias gerações. Haverá de descobri-lo, por exemplo, ao sentir uma acentuada vocação por determinada ciência, arte ou profissão. A facilidade que encontre ao encarar estudos e as ideias que auxiliam sua compreensão, enquanto se encaminha para o pleno domínio do conhecimento a que aspira, serão demonstrações claras de que nisso opera a herança de si mesmo.

LEITURA DE IMAGEM: SEREI-A

Publicado em Arte
Sábado, 10 Dezembro 2016 00:00

Edson Virginio (Aracati-CE) conjuga em cores a obra Serei-a. A mensagem verbal, tal qual a imagética, revela-se revestida por jogos de sentidos. O verbo é a substância do sujeito em um jogo de espelhos e sentidos caleidoscópicos. Quem será ela, a fêmea mítica revelada em sinuosa imagem? Ela impõe-se enigmática assim como a esfinge.

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
11
12
18
19
20
21
22
26
27
28
29
30