Emília Freitas: A poetisa dos escravos
[...] No início dos anos de 1880, Emília Freitas já possuía trânsito na sociedade cearense, sendo conhecida... Leia mais
É belo ver o Lua Cheia
“Aracati magicamente produz seus artistas- farejadores de mínimas coisas- abrindo voos de puro encantamento”[1]   O... Leia mais
MEMÓRIAS: CHEIAS DE ARACATI
[...]  tenho lembranças mais vivas, da cheia que ocorreu no referido ano de 1924, em que o Jaguaribe invadiu a cidade... Leia mais
EDUARDO DIAS: MÉDICO, POETA E TEATRÓLOGO
O grande médico obstetra Dr. Eduardo Alves Dias (1882-1976) [...], tinha todo o seu tempo ocupado com as atribuições... Leia mais
Rua de Aracati: Domingos José Nogueira do...
Nasceu em Aracati, a 14 de setembro de 1820.   Foi Deputado Estadual (1850-1866) aos 22 anos, e, em 1867, assumiu... Leia mais
Ruas de Aracati: Francisco de Janes Zaranza
Francisco de Janes Zaranza, Chico de Janes, nasceu em Aracati a 2 de maio de 1904. Filho de João Florentino Zaranza e... Leia mais
prev
next

[...]

No início dos anos de 1880, Emília Freitas já possuía trânsito na sociedade cearense, sendo conhecida principalmente por sua atuação em prol da abolição da escravatura. Ela integrava o contingente reduzido, porém atuante, de mulheres que, naquela época, em diferentes regiões, além de usarem de suas penas para condenar o sistema escravista, colaboravam com jornais ou criavam uma imprensa de orientação explicitamente abolicionista como foi o caso de Ave Libertas, em Pernambuco[1].

É belo ver o Lua Cheia

Escrito por Terça, 23 Agosto 2016 16:46

“Aracati magicamente produz seus artistas- farejadores de mínimas coisas- abrindo voos de puro encantamento”[1]

 

O que são os dias e os anos frente ao efêmero instante teatral?

MEMÓRIAS: CHEIAS DE ARACATI

Escrito por Domingo, 21 Agosto 2016 08:15
Publicado em Memória

[...]  tenho lembranças mais vivas, da cheia que ocorreu no referido ano de 1924, em que o Jaguaribe invadiu a cidade de Aracati, desalojando todos os seus habitantes, que, no Carnaval passado, haviam cantado a marchinha que dizia:

 

"Vamos pro mato morar laiá

Vão marchando que eu já vou"...

 

ficando grande parte da população abrigada debaixo dos cajueiros e oiticicas, por absoluta falta de terem aonde ir, durante quase um mês.

EDUARDO DIAS: MÉDICO, POETA E TEATRÓLOGO

Escrito por Sábado, 20 Agosto 2016 19:14
Publicado em Memória

O grande médico obstetra Dr. Eduardo Alves Dias (1882-1976) [...], tinha todo o seu tempo ocupado com as atribuições de sua especialidade.

 

Por ser altamente solicitado também pela população de Jaguaruana e de Russas viu-se na contingência de dar expediente nas duas cidades, pelo menos uma vez por semana. Sua filha Maria de Lurdes Dias, formada em Farmácia, era sua auxiliar e o acompanhava em suas andanças.

Nasceu em Aracati, a 14 de setembro de 1820.

 

Foi Deputado Estadual (1850-1866) aos 22 anos, e, em 1867, assumiu como Deputado Geral (1867) por sua Província. Em 1868 foi escolhido Senador do Império.

Ruas de Aracati: Francisco de Janes Zaranza

Escrito por Segunda, 15 Agosto 2016 11:49
Publicado em Biografia

Francisco de Janes Zaranza, Chico de Janes, nasceu em Aracati a 2 de maio de 1904. Filho de João Florentino Zaranza e Maria do Espírito Santo Zaranza.

Por seu espírito bonachão, foi considerado, à sua época, uma das figuras mais queridas e generosas de Aracati.